sábado, 22 de março de 2014

Bloco de Notas #1

(a partir de certa altura se não somos nós que desistimos as partes de que somos feitos desistem sozinhas, vou-te perdendo Maria Adelaide ao perder o som da mobília, não te afastes agora que os círios nos copos de papel caminham ao meu lado)                                            O Arquipélago da Insónia - pág 154, 6º parágrafo

Ainda anotei:
Se em vez de Maria Adelaide estivesse escrito Joana, nunca mais me levantaria da cama. 

1 comentário:

Rogerio G. V. Pereira disse...

Não percas o som das mesas de cabeceira
são elas que te acordam da soneira

E já que estou em maré de conselhos, continua a ler como se estivesse escrito Joana